Nossa valente ararinha-azul

Cyanopsitta spixii, ou simplesmente ararinha-azul, é uma ave endêmica das florestas de galeria do bioma Caatinga, que ocorre desde o extremo norte da Bahia ao sul do Rio São Francisco. Esses indivíduos se alimentam de sementes de caraibeiras (T. caraiba), de pinhão (Jatropha mollissima), faveleira (Cnidoscolus phyllacanthus) e de baraúna (Schinopsis brasiliensis). Ficou mundialmente famosa com o filme de animação RIO.

A ararinha-azul foi alvo da biopirataria, o que tomou grande parte das espécies existentes na natureza. Aliado a isso, seus ninhos eram constantemente atacados por abelhas africanas, que atacavam as mães e os filhotes. O fator da perda de habitat também foi limitante para a espécie.

A ararinha-azul está extinta na natureza desde 2000/2002, restando cerca de 80 espécies em cativeiro que estão espalhadas em centros de conservação pelo mundo, em países como Qatar, Espanha e Alemanha. No Brasil, apenas 4 indivíduos estão em idade reprodutiva. Foi por esse motivo que em fevereiro deste ano, a Alemanha enviou 2 indivíduos para aumentar as taxas de reprodução e natalidade da espécie. O objetivo é que em alguns anos, a espécie possa ser reintroduzida na natureza e se reproduzir em seu habitat natural.
Com o habitat cada vez mais fragmentado, é remota a possibilidade de existirem espécies vivendo na natureza atualmente. Por isso, a saída é reproduzir indivíduos em cativeiro e reintroduzir uma quantidade suficiente para que se adaptem e comecem tudo de novo.

ararinha_azul_werther

Só nos resta esperar e torcer para que essa espécie, que é tão nossa, sobreviva por muito mais tempo. Cabe ao governo, fiscalizar mais severamente o tráfico internacional de animais, um dos muitos lados obscuro do consumismo, e promover [de fato] a punição àqueles que colaboram para a destruição do habitat de milhares de espécies na mesma situação que esse pássaro em nosso país.

Leia mais na página do ICMBIO e em  Folha de São Paulo.

Sobre Anita Burgan

Anita Burgan é uma bióloga que continua a cada dia mais fascinada com esse mundo que nos cerca. Gosta de escrever sobre aquilo que lê diariamente, principalmente assuntos relacionados à biologia e ao meio ambiente. Fã de uma generosa caneca de café (misturado com água, [estranho hábito que seus amigos reprovam]), de bons livros e de conversas aleatórias. Possui peculiaridades, como medo de louva-a-deus, adoração por pipoca com chocolate, além da capacidade de imitar a Marília Gabriela!

Publicado em maio 3, 2013, em 4 a Better World e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: