História Natural da Terra: os primeiros bosques, os primeiros anfíbios, o período dos peixes chamado Devoniano

Éon: Fanerozoico
Era: Paleozóica
Período: Devoniano

O Devoniano teve início há, aproximadamente, 419 Ma e final há cerca de 358 Ma. É conhecido por ser a “idade dos peixes”, justamente pela expansão e diversificação do grupo nesse período, que passam a dominar os mares. O ambiente terrestre também recebe novos hóspedes: os anfíbios, as samambaias e grandes e exuberantes plantas com tronco.

O aspecto da Terra começa mudar, pois o número de continentes diminui com a colisão de Laurentia e Báltica. Essa aproximação dos continentes já indicava o início de mais famosa e polêmica formação continental: o supercontinente Pangeia.

ImagemFonte: AVPH

Foi durante o Devoniano que os peixes começaram sua dominação marítima. Os primeiros tubarões foram surgindo, porém os “donos” dos mares eram os gigantescos placodermos. O gigante e imponente Dunkleosteous era o maior placodermo dos mares. Tinha cerca de 10 metros de comprimento e aproximadamente 3 toneladas. Seu corpo era todo recoberto por placas ósseas rígidas, assim como seus “dentes”, que eram placas ósseas extremamente afiadas e serradas. Com uma concorrência assim, os tubarões primitivos nadavam em águas rasas, e não se aventuravam no território dos placodermos. O Stethacanthus foi um tubarão primitivo, que mediu cerca de 2 metros de comprimento e pesava cerca de 2,5 toneladas. A característica mais marcante é sua nadadeira dorsal um tanto quanto peculiar.

Imagem

Um dos maiores achados da paleontologia também data esse período: o Tiktaalik. Um Sarcopterygii, pulmonado, considerado o elo de transição da água para a terra (há controvérsias). Os primeiros tetrápodes (anfíbios primitivos) Acanthostega e Ichtyostega são os sucessores do Tiktaalik no que se relaciona à essa transição de água para terra, e também são característicos e importantes desse período.

Imagem

No continente, artrópodes e pequenos insetos se diversificam. A flora também impressiona. Se datam as primeiras florestas e bosques de samambaias, licopódios e samambaias arbóreas, que alcançavam 20 metros de altura. Os esporos desenvolvidos nessas plantas as ajudaram a começar sua conquista do ambiente terrestre, aliadas à grande disponibilidade de dióxido de carbono e à ausência de animais herbívoros.

nnnnn
Porém, nem tudo foi maravilhosamente bem e estável. A terceira maior extinção em massa, no Devoniano Superior, ocorrera. Não foi uma extinção como as outras, que ocorreu na transição de um período a outro. Ocorreu de forma gradual, nas épocas Frasniana e Famenniana, e durou cerca de 3 milhões de anos.  Estima-se que 83%  das espécies marinhas foram extintas. A causa ainda é discutível, mas dentre as possíveis causas destacam-se: impactos de meteoros, uma outra grande glaciação e a redução de dióxido de carbono e anoxia de oceanos e águas continentais. Os gigantes donos dos mares, os Dunkleosteous, desapareceram nessa catástrofe natural.

Sobre Anita Burgan

Anita Burgan é uma bióloga que continua a cada dia mais fascinada com esse mundo que nos cerca. Gosta de escrever sobre aquilo que lê diariamente, principalmente assuntos relacionados à biologia e ao meio ambiente. Fã de uma generosa caneca de café (misturado com água, [estranho hábito que seus amigos reprovam]), de bons livros e de conversas aleatórias. Possui peculiaridades, como medo de louva-a-deus, adoração por pipoca com chocolate, além da capacidade de imitar a Marília Gabriela!

Publicado em julho 6, 2013, em Natural Earth History e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: