As águas-vivas vão dominar o mundo?

É isso mesmo, leitor. Daqui a alguns anos estaremos vendendo xixi para curar queimadura de águas-vivas. Espera aí, Xixi?? Isso aí. Xixi, urina, pipi, água do joelho (?). Há boatos de que a urina diminui a dor causada por queimadura de águas vivas. Porém, isso é apenas um mito e essa “prática” não deve ser estimulada.

Pois bem, meus caros, divagações urinárias a parte, o que realmente interessa nesse post são os resultados de um estudo realizado pela University of British Columbia, no ano de 2012. A pesquisa comprovou que a quantidade de águas-vivas tem crescido na maioria das costas e mares dos países e, adivinhem só, o culpado por isso é o ser humano.

Curiosidades-Sobre-Aguas-Vivas-Dicas

Até a data da publicação do estudo, as regiões mais afetadas eram as do Mar Mediterrâneo e do Mar Negro. Porém, essas gelatinas ambulantes já causaram danos em outros lugares nesses últimos tempos.

Mas o que está causando essa proliferação descontrolada de águas-vivas?

Os pesquisadores colocam a culpa no aquecimento das águas. Quanto mais quente a água, melhor para as medusas, pois esse é o ambiente ideal para sua reprodução. Um dos responsáveis pelo estudo, Lucas Brotz, diz que  “animais de águas quentes vão ter mais e mais áreas para se reproduzir e expandir”. Porém, além do aquecimento global, outro fator que colabora com essa hecatombe ‘medusiana’ é a pesca. Com o aumento da pesca, o número de predadores diminui e, em consequência disso, aumenta o número de águas vivas. Ecologia básica. Raciocínio lógico.

As águas-vivas preparam seu exército

O apocalipse das águas-vivas não acaba por aí. Cientistas australianos revelam que no cocô das águas vivas existe alta quantidade de um carbono que algumas bactérias utilizam para sua respiração. Essas bactérias tornam-se fabricantes de carbono, acelerando o aquecimento global. É uma grande bola de neve, um grande ciclo vicioso a favor das águas-vivas. É a ditadura das águas-vivas!

851

Qual a solução para esse desastre eminente?

A solução desse problema é tão…óbvia que chega a ser infantil: reduzir a emissão de gases do efeito estufa e não poluir os oceanos. No entanto colocar a solução em prática é mais fácil na teoria do que na prática. Já mencionei em outras oportunidades que a solução de todos os problemas ambientais está na conscientização das pessoas, só que não apenas a nossa conscientização, mas a de pessoas que detém o “poder” de realmente fazer a diferença. Quem são? Os poderosos que acham que “mandam” no mundo [e que, infelizmente, de fato, mandam]: as grandes potências econômicas (o governo dessas) que, aliás, são responsáveis por grande parte da polição do planeta; e os grandes empresários, que estimulam o consumismo e sua consequente produção de lixo.

Podemos nós, ‘mortais’ aos olhos dos poderosos, por em prática essa solução?

Sim, podemos. A consciência de cada um conta muito no processo de conscientização global, pois se agirmos como difusores de boas práticas ambientais e estimularmos outras pessoas a fazerem o mesmo, estamos mudando o nosso meio, o nosso coletivo. Mudando o nosso meio já damos um passo para uma mudança um pouco maior. É como construir um uma castelo de de cartas: colocamos carta por carta para, aos poucos, ir construindo algo grandioso.

Leia mais em Galileu e no artigo do estudo.

Sobre Anita Burgan

Anita Burgan é uma bióloga que continua a cada dia mais fascinada com esse mundo que nos cerca. Gosta de escrever sobre aquilo que lê diariamente, principalmente assuntos relacionados à biologia e ao meio ambiente. Fã de uma generosa caneca de café (misturado com água, [estranho hábito que seus amigos reprovam]), de bons livros e de conversas aleatórias. Possui peculiaridades, como medo de louva-a-deus, adoração por pipoca com chocolate, além da capacidade de imitar a Marília Gabriela!

Publicado em julho 6, 2014, em 4 a Better World, What's up?. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: