De como um simples teste sanguíneo pode prever o Alzheimer

O Alzheimer é uma doença degenerativa bastante cruel, caracterizada pelo declínio cognitivo que se agrava ao longo do tempo, mas que possui tratamento. É um tipo de demência, com perda crescente das funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais. Quase todas as suas vítimas são pessoas idosas e talvez seja por isso que a doença seja levada como “esclerose” ou “caduquice”.

Foto: Jornal GGN

Ainda não se tem certeza de por que o Alzheimer ocorre, mas são conhecidas algumas lesões cerebrais características dessa doença. Dentre as alterações verificadas, destacam-se as placas senis, decorrentes do depósito de proteína beta-amiloide, os emaranhados neurofibrilares, em decorrência da hiperfosforilação da proteína tau, e a redução do número de neurônios e das ligações entre eles.

A doença, quando diagnosticada no início, tem grandes possibilidades de ter seu avanço retardado e de melhorar a qualidade de vida do paciente, com uma melhor administração dos sintomas. Estudos recentes demonstram que as alterações cerebrais já estariam ocorrendo antes do aparecimento de sintomas demenciais.

Um estudo recente, conduzido pelos cientistas da Universidade King’s College de Londres, desenvolveu um teste sanguíneo capaz de prever o Alzheimer com um ano de antecedência. O teste identificou 10 proteínas que poderiam predizer quais pessoas desenvolverão a condição. A precisão do teste é de 90% e eles acreditam que estará disponível dentro de dois anos.

Could early diagnosis by blood test help treat Alzheimer's disease? <i>(Image: Voisin/Phanie/REX)</i>Foto: NewScientist

No entanto, como acontece com qualquer teste para a doença incurável (como o Alzheimer), há sempre a questão que envolve “o querer saber se está doente” por parte de todos aqueles que se submetem a um teste desse tipo. Pike, um dos pesquisadores, diz que: “Eu acho que vai dar aos pacientes e familiares um grau de clareza sobre o que o futuro nos reserva, e que permite que você se planeje para o inevitável.”

Leia mais em NewScientist e no site da BBCBrasil

Sobre Anita Burgan

Anita Burgan é uma bióloga que continua a cada dia mais fascinada com esse mundo que nos cerca. Gosta de escrever sobre aquilo que lê diariamente, principalmente assuntos relacionados à biologia e ao meio ambiente. Fã de uma generosa caneca de café (misturado com água, [estranho hábito que seus amigos reprovam]), de bons livros e de conversas aleatórias. Possui peculiaridades, como medo de louva-a-deus, adoração por pipoca com chocolate, além da capacidade de imitar a Marília Gabriela!

Publicado em julho 9, 2014, em What's up? e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: