HIV é detectado em criança que parecia estar curada

“Certamente esta é uma reviravolta decepcionante para esta criança, para a equipe médica envolvida no seu cuidado e para a comunidade de pesquisa de HIV/AIDS” (Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas)

HIV

Quem acompanhou a história da criança americana que teria sido curada da infecção pelo vírus HIV pela primeira vez sabe que o evento abalou a comunidade científica e deu esperanças a muitas famílias portadoras do vírus.

Só para relembrar, a criança nascida de uma mãe infectada com o HIV, no estado do Mississipi, EUA,  em 2010, foi tratada com drogas antirretrovirais depois de 30 horas de seu nascimento, durante 18 meses e isso teria feito com que o vírus não aparecesse mais nos exames. Logo, a médica que estava tratando da criança qualificou a “cura funcional” da doença, uma vez que se ainda fosse encontrado material genético do vírus este seria incapaz de se replicar. O resultado foi divulgado em março do ano passado e até então não havia apresentado mais resultados.

No entanto, durante uma visita ao atendimento clínico de rotina, no início deste mês, foram encontrados níveis detectáveis ​​de HIV no sangue. Além disso, a criança tinha uma diminuição dos níveis de linfócitos T CD4 +, um componente chave de um sistema imunitário normal, e a presença de anticorpos anti-HIV, o que indica replicação ativa do vírus no organismo.

Apesar dessa reviravolta, os resultados desse estudo ainda são significantes, como o fato do vírus se manter indetectável sem o tratamento dos antirretrovirais durante todo esse tempo. Os pesquisadores agora trabalham para entender o que permitiu que essa criança permanecesse  sem o vírus detectável (ou resposta imunológica mensurável) e o que pode ser feito para estender o período de remissão do HIV na ausência da terapia antirretroviral.

Leia mais em  Science Daily.
Imagem: Terra

Sobre Anita Burgan

Anita Burgan é uma bióloga que continua a cada dia mais fascinada com esse mundo que nos cerca. Gosta de escrever sobre aquilo que lê diariamente, principalmente assuntos relacionados à biologia e ao meio ambiente. Fã de uma generosa caneca de café (misturado com água, [estranho hábito que seus amigos reprovam]), de bons livros e de conversas aleatórias. Possui peculiaridades, como medo de louva-a-deus, adoração por pipoca com chocolate, além da capacidade de imitar a Marília Gabriela!

Publicado em julho 10, 2014, em What's up? e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: